Recentemente na imagens Categoria

JUAZEIRO DO NORTE

|
Aqui vão algumas fotos da minha passada pelo Sertão, mais especificamente pelo monte do Pe Cícero. A seguir duas das imagens mais curiosas.

ser1.jpg





ser2.jpg

A VOCAÇÂO BRASILEIRA

|
Agência Estado 15 de maio de 2008:

"Agência Senado - E quanto à proposta do chanceler Celso Amorim, de o Brasil abrir seu mercado para os produtos manufaturados e, em contrapartida, os europeus e americanos reduzirem, substancialmente, os subsídios pagos aos seus produtos agrícolas?

Kátia Abreu - Eu acho  importante que isso aconteça. Eu acredito que tenha que haver perdas

KatiaAbreuAMar230.jpg

e ganhos. Então, o que o Brasil sabe fazer de melhor? Eu não vou contrariar minha vocação: se eu me acho competente como psicóloga, para que eu vou fazer Engenharia? Se o Brasil é competitivo na produção de alimentos - ele é imbatível! - para que vai brigar para produzir aquilo em que não tem competência? Nós temos que trabalhar para fortalecer a indústria nacional - que é importantíssima para o país - importando bens de capital e tecnologia, qualificando a mão-de-obra e criando linhas de financiamentos, se for preciso, sem juro nenhum. Bens de capital deixam a empresa nacional competitiva. Você vai perder em não cobrar juros no empréstimo, mas você vai ganhar muito mais porque ela vai produzir muito mais e isso significa impostos que o Estado recebe. Agora, nós temos que expandir o nosso mercado, porque nós podemos produzir muito mais do que produzimos hoje, para exportar. Não adianta a gente produzir muito alimento e depois não ter para onde mandar. Esses mercados têm que ser abertos, é um objetivo nosso."


Palácio Real d'Ajuda 1785:

Eu a rainha. Faço saber aos que este alvará virem: que sendo-me presente o grande número de fábricas, e manufaturas, que de alguns anos a esta parte se tem difundido em diferentes capitanias do Brasil, com grave prejuízo da cultura, e da lavoura, e da exploração das terras minerais daquele vasto continente; porque havendo nele uma grande e conhecida falta de população, é evidente, que quanto mais se multiplicar o número dos fabricantes, mais diminuirá o dos cultivadores; e menos braços haverá, que se possam empregar no descobrimento, e rompimento de uma grande parte daqueles

D. Maria I.jpg

extensos domínios, que ainda se acha inculta, e desconhecida: nem as sesmarias, que formam outra considerável parte dos mesmo domínios, poderão prosperar, nem florescer por falta do benefício da cultura, não obstante ser esta a essencialíssima condição, com que foram dadas aos proprietários delas. E até nas mesmas terras minerais ficará cessando de todo, como já tem consideravelmente diminuído a extração do ouro, e diamantes, tudo procedido da falta de braços, que devendo empregar-se nestes úteis, e vantajosos trabalhos, ao contrário os deixam, e abandonam, ocupando-se em outros totalmente diferentes, como são os das referidas fábricas, e manufaturas: e consistindo a verdadeira, e sólida riqueza nos frutos, e produções da terra, as quais somente se conseguem por meio de colonos, e cultivadores, e não de artistas, e fabricantes: e sendo além disto as produções do Brasil as que fazem todo o fundo, e base, não só das permutações mercantis, mas da navegação, e do comércio entre os meus leais vassalos habitantes destes reinos, e daqueles domínios, que devo animar, e sustentar em comum benefício de uns, e outros, removendo na sua origem os obstáculos, que lhe são prejudiciais, e nocivos: em consideração de tudo o referido: hei por bem ordenar, que todas as fábricas, manufaturas, ou teares de galões, de tecidos, ou de bordados de ouro, e prata. De veludos, brilhantes, cetins, tafetás, ou de outra qualquer qualidade de seda: de belbutes, chitas, bombazinas, fustões, ou de outra qualquer qualidade de fazenda de algodão ou de linho, branca ou de cores: e de panos, baetas, droguetes, saietas ou de outra qualquer qualidade de tecidos de lã; ou dos ditos tecidos sejam fabricados de um só dos referidos gêneros, ou misturados, tecidos uns com os outros; excetuando tão somente aqueles dos ditos teares, e manufaturas, em que se tecem, ou manufaturam fazendas grossas de algodão, que servem para o uso, e vestuário dos negros, para enfardar, e empacotar fazendas, e para outros ministérios semelhantes; todas as mais sejam extintas, e abolidas em qualquer parte onde se acharem nos meus domínios do Brasil, debaixo da pena do perdimento, em tresdobro, do valor de cada uma das ditas manufaturas, ou teares, e das fazendas, que nelas, ou neles houver, e que se acharem existentes, dois meses depois da publicação deste; repartindo-se a dita condenação metade a favor do denunciante, se o houver, e a outra metade pelos oficiais, que fizerem a diligência; e não havendo denunciante, tudo pertencerá aos mesmos oficiais.


           Dado no Palácio de Nossa Senhora da Ajuda, em cinco de janeiro de mil setecentos oitenta e cinco.





amy_winehouse_europeawards_0.jpg

They tried to make

me go to Brazil,

But I said

NO, NO, NO.





AVATAR

|
smurfs.png 

+

pocahontas_disney2.jpg 

=

avatar.jpg



Gilmar Mendes se encanta com mostra em Brasília

Presidente do STF visita a Casa Cor com sua Guimar e o advogado José Antonio Toffoli

gilmar.jpg

Acostumados a lidar com temas densos em sua rotina, o ministro Gilmar Mendes (54), presidente do Supremo Tribunal Federal, e José Antonio Toffoli (41), advogado Geral da União, apreciaram as belezas dos 63 ambientes que ocupam os 18 mil m2 da Casa Cor Brasília 2009, realizada no Clube do Servidor. Acompanhado da mulher, a advogada Guiomar Feitosa Mendes (57), com quem é casado há três anos, Gilmar passeou pelos espaços e ficou especialmente impressionado com o Quarto do Bebê, projetado por seus enteados, Arnaldo Pinho (26) e Daniele Feitosa (33). "Ficou lindo, aconchegante e, principalmente, seguro para um bebê. Os dois são muito talentosos", ressaltou ele. "Me orgulha essa parceria dos dois. Eles sempre foram muito unidos e se completaram neste projeto", elogiou Guiomar.


Encantado com a transformação do Clube do Servidor, que abrigará a Escola da Advocacia Geral da União e atividades da Casa da Justiça e da Cidadania, Toffoli não economizou elogios. "Estou impressionado. A Casa Cor promoveu a restauração de um patrimônio histórico do DF", disse ele, com a noiva, Roberta Rangel (37). "Os jardins são um capítulo à parte, o projeto de iluminação os valoriza ainda mais à noite", elogiou Roberta.

Na ocasião, a subsecretária de Informações, Promoções e Turismo do Governo do DF, Solete Foizer (47), sua sogra, Isaura Canhedo (72), e a sobrinha Ana Luiza Canhedo (8) também visitaram a mostra e foram ciceroneadas por Moema Leão (64) e Eliane Martins (44), sócias do empreendimento que presta homenagem ao paisagista Roberto Burle Marx (1909-1994), que completaria seu centésimo aniversário este ano.


Fonte: http://www.caras.com.br/edicoes/833/textos/gilmar-mendes-se-encanta-com-mostra-em-brasilia/

|

IMAG0108a.jpg

Grafite no dentro de Florianópolis-SC

Fotografia de Paulo Barral

De um lado, o descolado...


FHC-maconha.JPG




Ex-presidente da República THC, na 3ª Reunião da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia defende a descriminalização da maconha. Diz o aposentado que "Nosso objetivo é abrir o debate para acabar com o tabu. Essa história de guerra contra as drogas não resolve. É preciso ter outras ações que levem à redução da demanda".











Enquanto isso, no plácio da justiça...


mad doctor.jpg

Super José Serra está mais do que nunca empenhado na GUERRA CONTRA O TABACO, que remonta desde a sua permanência no Ministério da saúde. O governador conseguiu que a Assembléia Legislativa de SP aprovasse o projeto de Lei que proíbe o cigarro em ambientes fechados, desde fumódromos em restaurantes até casas noturnas. O bom é que ela vem para salvar os próprios fumantes. Vitória da Medicina. Para saber exatamente o que e onde fica proibido clique aqui.









E como se não bastasse...


trakinas-kid.JPG

"Vou querer três. Mas é da boa?" "Tás me chamando de ladrão seu f*&ho da p#%a ?" "Não, não, me vê logo então... Quanto dá" "ta um real cada bolacha". Joãozinho, da terceira série, cuja mãe não permite que ele se perca na vida e acabe com sua saúde, apela a Pedrinho, da quarta, para comprar clandestinamente algumas bolachas que ele consegue trazer ao recreio. O cenário já é completamente possível com a aprovação por unanimidade no dia 15 de Abril de 2009 pela Assembléia Legislativa de São Paulo do projeto de Lei 1356/07, o qual proíbe a venda de refrigerantes, coxinhas e bolacha recheada nas cantinas das escolas. Trata-se de uma proibição de alimentos com baixo valor nutricional ou que contenham substâncias maléficas à saúde, como a gordura trans. Uma boa forma de se ensinar  responsabilidade as crianças: não pode e pronto. O que deveria vir de casa e ser um progressivo ensino de moderação, acaba por ser um novo decreto que pretende impor a saúde goela abaixo. As autoridades esqueceram o porquê das crianças gostarem de biscoitos ou refrigerante: comem porque é saboroso. Quem não gosta de algo que sacia o paladar? Estaremos salvando as crianças de seus apetites? Não. Eles continuarão lá. É ilusório pensar que se pode proteger seres humanos de serem humanos e assustador observar que a cada dia essas políticas sanitaristas se mostram mais evidente.. Por um lado, coloca-se um cardápio na escola que prima somente pela científica classificação de valor nutritivo ou pela utilidade do alimento. Pois bem: NÃO  SE VIVE APENAS DE NECESSIDADE. Ao contrário dos bichos, que vivem bem com ração (que controla os nutrientes), não creio que submeter pessoas a um cardápio regulado desenvolva seu senso de responsabilidade ou que respeite a sua dignidade de buscar comer algo mais agradável do que o estritamente necessário. Agora elas não podem comer "porcarias" dentro dos muros da escola. Mas nada as impede de ir comprar no bar da próxima esquina na saída. E, sobretudo, não se retira o desejo delas. A estratégia então se converte em nem mesmo deixar conhecer algo que possa desviá-las do caminho certo, da saúde. Um outro cenário sombrio: talvez iremos ver surgir o tráfico do biscoito recheado no recreio de escolas cada vez mais saudáveis. Uma transgressão dos pequenos para que possam continuar a ser gente, tal como os jovens do Irã trapaceiam os aiatolás para poder ter o mínimo de bebidas em festas. A não! Já dei mais uma idéia para o Médico Maluco! Melhor parar por aqui...





FLASHBACK GUERRA FRIA

|
cold_war_flag.jpg

Satélites da Rússia e dos EUA colidem no espaço - (BBC Brasil)



 

Dois satélites de comunicação - um da Rússia e um dos Estados Unidos - colidiram no espaço na última terça-feira, segundo informações divulgadas pela Nasa, a agência espacial americana.

A colisão ocorreu cerca de 780 km acima do território da Sibéria, na Rússia, e é a primeira já registrada entre satélites.

Um dos equipamentos pertencia à companhia americana Iridium, e orbitava em alta velocidade quando bateu em um satélite russo desativado.

Segundo a Nasa, o impacto produziu uma gigantesca "nuvem" de escombros, que poderiam atingir e até destruir outros satélites.

Mas, de acordo com a agência americana, o risco para a Estação Espacial Internacional e seus três astronautas é pequeno, já que ela orbita a Terra a uma distância de 435 km abaixo da rota da colisão.

O acidente também não deve interferir nos planos da agência de lançar um ônibus espacial no final de fevereiro.

Rastreamento

O satélite russo que estaria desativado foi lançado em 1993 e pesava 950 kg, enquanto o Iridium pesava 560 kg e foi lançado em 1997.

A Nasa acredita que ainda vai levar algumas semanas para conhecer melhor a magnitude da colisão. Mas as centenas de destroços já estaria sendo rastreadas.

Segundo o correspondente da BBC na Flórida, Andy Gallacher, espera-se que a maior parte desses escombros acabe se queimando na atmosfera terrestre.

As agências espaciais monitoram dezenas de objetos no espaço rotineiramente.

Cerca de 6 mil satélites já foram colocados em órbita desde 1957.

| | Comentários (1)
(0355) Crudeoil (Bransky).jpg
       Bransky