A blogosfera está manca

| | Comentários (6)
O Biscoito Fino e a Massa entrou em hibernação. Como disse pessoalmente ao Idelber Avelar, considero ele o primeiro intelectual público brasileiro da internet. Não é que ele use a internet para disseminar suas opiniões ou escreva sobre a internet: a meu ver, ele foi o único intelectual brasileiro capaz de escrever a partir da internet, entender as especificidades do meio, as potencialidades que a web oferece, sem jamais perder o rigor por escrever em um ambiente mais "efêmero". Ao contrário de muitos blogueiros renomados por aí, Idelber não agregou uma comunidade com seu nome, ele criou um verdadeiro espaço público: não existe a "comunidade Idelber Avelar" ou os "leitores de Idelber Avelar", existe o espaço publico plural democrático e de nível chamado O Biscoito Fino e a Massa, que compreende não só o próprio blog e suas caixas de comentários, mas toda a rede que ajudou a construir. É evidente que, com a hibernação do blog, esta esfera pública se dilui. Mas uma das coisas que a linkagem disseminante do Idelber nos ensinou é que o caráter difuso da internet pode também ser uma arma. Compete àqueles que, como eu, tiveram sua concepção de blogosfera inspirada por Idelber tentar levar adiante, na medida do possível e tendo em mente o tamanho da tarefa, o legado, ao menos até que Idelber se sinta à vontade para voltar. Um dos maiores orgulhos que tenho na vida é ser amigo do Idelber e de participar de algum modo desta experiência histórica que se chama O Biscoito Fino e a Massa. Um abraço amigo!

Atualização (11/08/2009): Também escreveram sobre a hibernação d'O Biscoito: o NPTO, o Hugo, o João Villaverde, e o Maurício Caleiro

Atualização (12/08/2009): Bruno também escreveu sobre o assunto.

6 Comentários

Realmente, Nodari,

Desde que li o tweet dele comunicando a decisão fiquei passado. Um vazio se instalou e o dia ficou profundamente triste e melancólico. O fato de ele dizer que estava arrumando as malas para ir para sua universidade norteamericana tornou tudo pior, pois misturei o sentimento de perda pela hibernação do blog dele com memórias pessoais minhas. O fato é que estou, ainda, abalado pela decisão dele.

Não tive o prazer de conhecer o Idelber pessoalmente, mas tinha - tenho - uma profunda admiração pelo trabalho dele, a quem sempre considerei o melhor blogueiro independente do Brasil - mas você tem toda a razão, ele é nem mais do que isso: trata-se do primeiro intelectual público brasileiro da internet.

Lamento particularmente que ele provavelmente não estará atuando como blogueiro durante as próximas eleições, pois ele certamente seria uma voz importantíssima da esquerda no que se afigura como uma disputa das mais cruentas.

Enfim, estou sem palavras - e pasmo de saber que não teremos mais como navegar periodicamente ao Biscoito em busca de alimento para a mente.


Belo texto, Alexandre. A sacada do "primeiro intelectual público brasileiro da internet" acertou em cheio.

Concordo com o que disse no post e divido com o Maurício as observações quanto à perda do Biscoito como cardápio de bom senso na blogosfera.

Abraços


Alexandre,

Concordo plenamente. Na hora me senti mal. Creio que essa hibernação do Biscoito deixa um vácuo considerável na blogosfera brasileira - Idelber inovou não apenas na forma de blogar como no conteúdo da sua blogagem e construiu disparadamente o melhor blog de língua portuguesa e certamente um dos melhores do mundo. Respeito as causas que ele elencou, mas não posso de deixar de torcer que ele mude de ideia tão logo.


Olá...

Estou tão chateado quanto todos vocês. Ontem e hoje já dei uma olhada por lá só para ver se ele não tinha mudando de idéia, ante o vazio que, por motivos de força maior, deixou nos seus leitores.

Pensamento positivo para que esta pausa não seja tão longa.

Um abraço!


Sempre me impressionou a capacidade do Idelber de trabalhar como professor e ao mesmo tempo manter um blog tão bom. Aliás, dá pra ver que ele é também um exímio leitor de blogs.

Para mim ele é uma grande referência, criou toda um ética de blogar.

Ele vai voltar, mas será certamente uma ausência terrível enquanto estiver fora...


Também acho que Idelber voltará a blogar, talvez em alguns meses. A dedicação com que ele manteve o blog em todos esse anos é impressionante: textos sempre adequados ao tipo de espaço e de debates que ele cultivou. Há um talento específico para aproveitar ao máximo esse meio chamado "blog", e o Idelber o possui, sem dúvida. Torço para que a hibernação seja breve.


Página Principal

"Direito de ser traduzido, reproduzido e deformado
em todas as línguas"

Alexandre Nodari

é doutorando em Teoria Literária (no CPGL/UFSC), sob a orientação de Raúl Antelo; bolsista do CNPq. Desenvolve pesquisa sobre o conceito de censura.
Editor do
SOPRO.

Currículo Lattes







Alguns textos

"a posse contra a propriedade" (dissertação de mestrado)

O pensamento do fim
(Em: O comum e a experiência da linguagem)

O perjúrio absoluto
(Sobre a universalidade da Antropofagia)

"o Brasil é um grilo de seis milhões de quilômetros talhado em Tordesilhas":
notas sobre o Direito Antropofágico

A censura já não precisa mais de si mesma:
entrevista ao jornal literário urtiga!

Grilar o improfanável:
o estado de exceção e a poética antropofágica

"Modernismo obnubilado:
Araripe Jr. precursor da Antropofagia

O que as datilógrafas liam enquanto seus escrivães escreviam
a História da Filha do Rei, de Oswald de Andrade

Um antropófago em Hollywood:
Oswald espectador de Valentino

Bartleby e a paixão da apatia

O que é um bandido?
(Sobre o plebiscito do desarmamento)

A alegria da decepção
(Resenha de A prova dos nove)

...nada é acidental
(Resenha de quando todos os acidentes acontecem)

Entrevista com Raúl Antelo


Work-in-progress

O que é o terror?

A invenção do inimigo:
terrorismo e democracia

Censura, um paradigma

Perjúrio: o seqüestro dos significantes na teoria da ação comunicativa

Para além dos direitos autorais

Arte, política e censura

Censura, arte e política

Catão e Platão:
poetas, filósofos, censores






Bibliotecas livres:



Visito:



Comentários recentes

  • Rodrigo Cássio comentou no post A blogosfera está manca: Também acho que Idelber voltará a blogar, talvez em alguns meses. A dedicação com que ele manteve o blog em todos esse anos é impressionante: textos sempre adequados ao tipo de espaço e de debates que ele cultivou. Há um talento específico para aproveitar ao máximo esse meio chamado "blog", e o Idelber o possui, sem dúvida. Torço para que a hiberna
  • André Egg comentou no post A blogosfera está manca: Sempre me impressionou a capacidade do Idelber de trabalhar como professor e ao mesmo tempo manter um blog tão bom. Aliás, dá pra ver que ele é também um exímio leitor de blogs. Para mim ele é uma grande referência, criou toda um ética de blogar. Ele vai voltar, mas será certamente uma ausência terrível enquanto estiver fora...
  • Tiago comentou no post A blogosfera está manca: Olá... Estou tão chateado quanto todos vocês. Ontem e hoje já dei uma olhada por lá só para ver se ele não tinha mudando de idéia, ante o vazio que, por motivos de força maior, deixou nos seus leitores. Pensamento positivo para que esta pausa não seja tão longa. Um abraço!
  • Hugo Albuquerque comentou no post A blogosfera está manca: Alexandre, Concordo plenamente. Na hora me senti mal. Creio que essa hibernação do Biscoito deixa um vácuo considerável na blogosfera brasileira - Idelber inovou não apenas na forma de blogar como no conteúdo da sua blogagem e construiu disparadamente o melhor blog de língua portuguesa e certamente um dos melhores do mundo. Respeito as causas que








Site Meter



Movable Type

Powered by Movable Type 4.1